Continuem acompanhando o nosso roteiro de 3 dias em Barcelona. No nosso segundo dia, percorremos as principais atrações do Bairro Gótico: os palacetes, igrejas e sítios arqueológicos.

DIA 2

Dedicamos nosso segundo dia para visitar o Bairro Gótico de Barcelona com suas ruas medievais que devem ser exploradas a pé. Após muito estudar o mapa do bairro, fizemos uma sequencia das atrações para otimizar o passeio sem nos perder no labirinto de suas ruas. Vem com a gente!

Bairro Gótico

O El Gòtic, também conhecido como Barri Gòtic, é o bairro mais antigo de Barcelona, fundado na época do Imperador Augusto, entre 57 a.C. e 14 d.C., formado por ruas medievais estreitas e labirínticas, repletas de igrejas e palácios góticos.

Iglesa de Santa Maria del Mar

Começamos visitando a Igreja de Santa Maria del Mar, construída em estilo gótico catalão em apenas meio século, finalizada em 1384. Sua fachada é simples, mas seu interior é esplendoroso.

Museo Picasso

Seguindo pela Carrer de Montcada, a rua mais importante da Barcelona medieval, com palácios medievais e renascentistas, no final da rua, visitamos o Museu Picasso, onde percorremos as diversas fases construtivas do artista. Maiores informações e ingressos, aqui.

Plaça Ramón Berenguer el Gran

A Plaça Ramón Berenguer el Gran é o ponto de fusão da Barcelona romana com a Barcelona medieval. Sob os restos da muralha romana do Século IV se levantou a capela gótica de Santa Ágata, do Século XIV.

Plaça del Rei

É a praça mais monumental do Barri Gòtic, onde estão o Palau Reial Major, residência dos condes da Catalunha até o Século XV, a capela real de Santa Ágata, no alto da muralha romana e o Palau del Lloctinente, sede do Arquivo da Coroa de Aragão.

Catedral de Barcelona

Muitas pessoas, equivocadamente, acham que a Sagrada Família é a catedral de Barcelona. A catedral de Barcelona é a Catedral de la Santa Creu i Santa Eulàlia, construída em estilo gótico entre os Séculos XIII e XV, e fica na Plaça da Seu, de onde pode ser melhor apreciada. Visitamos a catedral e subimos no seu terraço para ter uma visão da cidade e apreciar de perto suas torres e pináculos.

Fotomosaico El mundo nace en cada beso

O fotomosaico do fotógrafo Joan Fontcuberta é composto por 4 mil azulejos com fotos que representam liberdade enviadas pela população que juntos formam a imagem de um beijo, em comemoração ao tercentenário da conquista de Barcelona na guerra de sucessão espanhola em 11 de setembro de 1714.

Fotomosaico Joan Fontcuberta

Casa de l’Ardiaca

Era a casa do  vigário-geral encarregado da administração de uma parte da diocese, misturando diversos estilos artísticos, resultado das inúmeras reformas e modificações sofridas ao longo dos séculos. Atualmente, a casa abriga a sede do Arquivo Histórico da Cidade de Barcelona. Vimos o seu bonito claustro e os restos da muralha romana.

Em 1902, o Colegio de Abogados encomendou o desenho de uma caixa de correio bastante simbólica: as andorinhas representam a rapidez esperada da justiça; as folhas de hera representam os entraves burocráticos e a tartaruga representa a lentidão da justiça.

Plaça Nova

A Plaça Nova é um grande espaço aberto, onde em 1358 funcionava um mercado de palha. É o ponto de encontro da Barcelona romana com a gótica. Nela está a Barcino, a famosa escultura de João Brossa, e os restos da muralha e aqueduto romanos.

Plaça Sant Felip Néri

Foi na Plaça Sant Felip Néri que Gaudí foi atropelado por um bonde a caminho da igreja de Sant Felip Neri. Em Janeiro de 1938, a aviação italiana bombardeou Barcelona matando 42 pessoas, 20 delas crianças, que estavam escondidas na igreja. As marcas do bombardeio estão nas paredes da igreja.

Monument als herois de 1809 e a Pont da Casa de los Canónigos

Em 1808, as tropas de Napoleão ocuparam Barcelona. Numa tentativa de insurreição os responsáveis foram executados. O monumento com 5 figuras em bronze mostra os personagens condenados pouco antes da execução no Parc de la Ciutadella.

A ponte que une a Casa de los Canónigos com o Palau de la Generalitat é uma das imagens mais famosas do bairro Gótico.

Templo de Augusto

O Templo de Augusto em Barcelona foi um templo romano dedicado ao culto imperial do imperador Augusto construído em Barcino. Em um ponto na história o templo foi demolido, e suas ruínas não foram descobertas até finais do Século XIX, quando três de suas colunas apareceram durante as obras de construção da sede do Centro Excursionista da Catalunha.

Plaça Sant Jaume

A Plaça Sant Jaume é o epicentro do poder político. Nela estão o Ajuntament de Barcelona, a prefeitura de Barcelona, e o Palau de la Generalitat, o governo da Catalunha.

Basílica dels Sants Màrtirs Just i Pastor

É o último dos templos góticos de Barcelona. Construído entre 1342 e 1571 no lugar ocupado pela igreja mais antiga de Barcelona. Subimos o campanário de 35 metros do Século XVI por uma escada em caracol de onde se tem uma vista 360 graus da cidade.

Pati Llimona

Finalizamos nosso passeio no Pati Llimona, um centro cultural comunitário, com as ruínas das muralhas e banhos públicos da antiga Barcino. Nesse local estava situado um dos portões voltados para o mar.

Mais de Barcelona

Veja também os nossos 2 outros dias do nosso roteiro de 3 dias em Barcelona:

Roteiro de 3 dias em Barcelona – Dia 1

Roteiro de 3 dias em Barcelona – Dia 3

 

Faltou alguma coisa em nosso roteiro? Deixe um comentário, ou nos envie um e-mail, contando como foi sua experiência de Ser Turista em Barcelona.

Deixe um Comentário