Sevilha, a capital da Andaluzia, é a terra dos imperadores romanos Trajano e Adriano, a cidade dos reales alcázeres, da catedral gótica com um minarete, do flamenco, das touradas, das festas e da intensa semana santa.

Dia 1

 

Chegamos em Sevilha já no fim da tarde e fomos conhecer as atrações do Bairro Triana, às margens do rio Guadalquivir, com seus casarões do Século XIX, onde nos hospedamos.

Triana

Iniciamos o passeio pelo rio Guadalquivir cuja orla é repleta de bares e restaurantes. Paramos para apreciar a Puente Triana, um dos cartões postais da cidade. A Ponte Isabel II, mais conhecida como Ponte Triana, foi construída com pedras e ferro entre 1845 e 1852 em substituição à antiga Ponte de Barcas. Foi inspirada na Ponte do Carrossel de Paris que já não existe mais. 

Seguimos para o famoso Mercado de Triana, construído nas ruínas do Castelo de San Jorge que já foi sede do Tribunal Inquisional. O primeiro prédio construído no local remonta ao domínio árabe por volta do Século XV, e se tornou a sede da Inquisição a partir de 1481. São quase 80 estabelecimentos comerciais distribuídos em 5 ruas paralelas que são cortadas por uma central.

Continuamos pelo Paseo de Cristóbal Colón, às margens do rio Guadalquivir, até a famosa Torre del Oro, do Século XIII, que já foi parte da muralha de proteção da cidade e até prisão, mas que hoje abriga o Museu Marítimo.

Fomos até o Pabellón de la Navegación para ver a exposição Van Gogh Alive, uma exposição multimídia que percorre a vida, cores e obra do pintor holandês através de projeções. Excelente.

Ainda junto ao rio, fica a Plaza de Toros de la Real Maestranza, uma das praças de touros mais famosas da Espanha e que abriga touradas até hoje. Como não apoiamos atividades que exploram ou maltratam os animais, registramos apenas a fachada em razão de sua importância cultural.

Plaza de Toros

DIA 2

Começamos nosso passeio pelo magnífico Hotel Alfonso XIII, construído especialmente para a Exposição Ibero-Americana de 1929. Ele foi inaugurado com a recepção de casamento da infanta Isabel, filha do Rei Alfonso XIII e Rainha Victoria. Apreciamos sua fachada em estilo clássico e seu lobby riquíssimo, com destaque para seu pátio interno típico das construções espanholas com influências árabes onde são servidos cafés, chás e refeições rápidas.

Seguimos para a Plaza de España, a atração mais bonita e imponente de Sevilha, também construída para a Exposição Ibero-Americana. Atravessamos suas pontes e observamos os painéis de cerâmica que enfeitam os bancos ao redor da praça que retratam fatos históricos e personalidades das regiões do país que representam.

Plaça de España

Depois, visitamos o Real Alcázar de Sevilha, um complexo murado de palácios, cuja origem remonta ao início da Idade Média, renovado várias vezes, com características islâmicas, mouras e até mesmo a arte gótica e barroca e vimos seus maravilhosos jardins. É usado como residência da família real espanhola e chefes de estado quando visitam Sevilla e é, atualmente, o mais antigo palácio real ativo da Europa.

 

Continuamos na Catedral de Sevilha, a maior da Espanha e uma das maiores do mundo. A sua fachada e interior impressionam muito! Seguir o mapa guia da bilheteria para ver todas as salas, capelas e estruturas. Destaque para o túmulo de Cristóvão Colombo! Subimos a Torre Giralda, um dos símbolos da cidade. Atrás fica o Patio de los Naranjos com vária laranjeiras bonitas.

Finalizamos o passeio no Metropol Parasol, uma construção futurística muito questionada pelos moradores  locais devido ao seu design, que lembra cogumelos gigantes e contrasta totalmente com arquitetura do centro antigo. Nós adoramos!

A Semana Santa

Estávamos em Sevilha em plena Semana Santa e pudemos apreciar a maior festa católica do mundo, comemorada durante 1 semana inteira, num evento celebrado desde o Século XIV, entre o Domingo de Ramos e o Domingo da Ressurreição, onde os membros de 57 confrarias religiosas saem de suas igrejas e vão às ruas em procissões de penitência, conduzindo seus santos, Virgens e Cristos padroeiros à Catedral de Sevilha. A cidade inteira veste suas melhores roupas e enfeita as suas casas para assistir o cortejo passar. Emocionante!

 

Faltou alguma coisa em nosso roteiro? Deixe um comentário, ou nos envie um e-mail, contando como foi sua experiência de Ser Turista em Sevilha.

Deixe um Comentário