Praias paradisíacas, uma estrada cênica e até um refúgio de pinguins africanos foram explorados no nosso bate-volta de Cape Town até o Cabo da Boa Esperança.

No quarto dia da nossa viagem para Cape Town, que você pode conferir na íntegra aqui, fizemos um bate-volta para conhecer Cape Point e o caminho mais bonito é um trajeto de 20 Km pela orla em direção a Hout Bay. 5Km adiante pegamos a famosa Chapman’s Peak Drive. Mais 25 Km de estrada nos levaram até a Boulders Beach, a praia dos pinguins. E de lá, foram mais 22 km até o nosso destino final, o Cabo da Boa Esperança.

Sea Point

Começamos nosso passeio no Sea Point, um dos maiores e mais populosos bairros de Cape Town, à beira mar e com vida própria, repleto de bares, restaurantes e centro comerciais, com pequenas praias de mar aberto, e é um ótimo local para apreciar o pôr do sol.

Lá, visitamos o Mojo Market, um mercado com 2 mil m² de lojas que vendem roupas, objetos de decoração e que tem muitas opções de comidinhas, frutos do mar e cafés africanos, com janelas do chão ao teto e uma vista belíssima do mar e da orla. Funciona diariamente das 10-22h.

Clifton

Seguimos para Clifton, o reduto dos milionários e onde estão os imóveis mais caros da África do Sul. As praias com água gelada, estão divididas geograficamente em quatro partes, uma ao lado da outra, chamadas de Clifton 1, 2, 3 e 4, sendo a primeira a mais tranquila, a segunda um público mais familiar, a terceira a praia gay e a quarta a mais festeira.

Clifton

Camps Bay

A póxima parada foi Camps Bay, a praia mais badalada de Cape Town e uma das mais bonitas da península. Ela tem vista para as montanhas Twelve Apostles e Lion’s Head, e ao longo do seu calçadão repleto de palmeiras estão alguns dos melhores restaurantes, lojas e hotéis da cidade.

Hout Bay

Continuamos até Hout Bay, uma pequena baía e praia frequentada por locais com um ancoradouro e de onde saem os passeios para a Duiker Seal Island para ver as focas.

Chapman’s Peak Drive

Pegamos a famosa Chapman’s Peak Drive, uma das estradas panorâmicas mais bonitas de Cape Town, com 9 Km que circula a montanha Chapsman’s Peak, com vários mirantes e recuos na estrada de onde se admira a vista. É uma estrada pedagiada e cheia de curvas, de ciclistas e de mão dupla. A dica aqui também é sempre consultar aqui as condições de visibilidade e manutenção para não perder o passeio, pois se as condições não foram favoráveis, a estrada permanece fechada.

Boulders Beach

Seguimos para Boulders Beach, a praia com uma colônia natural e centro de proteção e reprodução de pinguins em Simon’s Town, que podem ser observados a partir de um deck bem próximo da areia ou por uma passarela que adentra a mata até a outra ponta da praia onde andam livremente.

Cabo da Boa Esperança

Finalmente, chegamos no Cabo da Boa Esperança & Cape Point, descoberto em 1488 pelos navegadores portugueses quando então, Bartolomeu Dias contornou o Cabo e notou que havia uma chance de um novo caminho para as Índias, conectando os oceanos Atlântico e Índico.

O parque é enorme com 2 pontos principais , Cape Point, onde tem o famosos farol antigo, e o Cabo da Boa Esperança, o ponto mais sudoeste do continente Africano.

Cape of Good Hope

Fizemos a nossa foto na famosa plaquinha no Cabo da Boa Esperança, e ficamos apreciamos a vista do lugar e os animais que encontramos pelo caminho: avestruzes e babuínos.

Cape of Good Hope

Para subir até o topo do farol antigo há uma trilha de 20 minutos de caminhada ou se pode pegar o funicular até o início dos degraus para se chegar até a base do farol, de onde se tem uma vista espetacular do Cabo da Boa Esperança e do novo farol.

Terminado o passeio, pegamos a estrada e retornamos para Cape Town.

Cape Point

Faltou alguma coisa em nosso roteiro? Deixe um comentário, ou nos envie um e-mail, contando como foi sua experiência de Ser Turista em Cape Point.

Deixe um Comentário