O Metropolitan Museum of Art, carinhosamente chamado The MET, é um dos museus mais visitados do planeta, com um riquíssimo acervo. É uma visita obrigatória pra quem vai a New York.

O Início
Metropolitan Museum
Metropolitan Museum

A origem do museu remonta a Paris, onde, em 1866, o diplomata e proeminente advogado John Jay sugeriu a um grupo de empresários americanos que deveria haver um museu nacional na América semelhante àqueles na Europa. De volta à América, eles criaram uma comissão, liderada por William Cullen Bryant, que lançou as bases do Metropolitan Museum of Art. O novo museu abriu em 1870 em um local temporário na Quinta Avenida. Uma coleção de propriedade do magnata ferroviário John Taylor Johnston semeou o museu, que rapidamente superou sua premissa original.

Apenas um ano depois de inaugurado, o museu precisou se mudar para a Mansão Douglas na Rua 14, que logo se tornou pequena para o acervo. Os responsáveis pelo museu logo adquiriram um terreno no lado leste do Central Park, onde o museu permanece até hoje.

O edifício

O edifício original no Central Park, que continua a ser parte do complexo, foi projetado por Calvert Vaux e Jacob Wrey Mold no Style Revival Gothic. Vaux tinha projetado o Central Park junto com seu sócio Frederick Law Olmsted.

Metropolitan Museum
A famosa fachada do Metropolitan Museum of Art

Muitas adições foram feitas desde então, incluindo a mais notável – a fachada Beaux-Arts que tornou o museu reconhecido em todo o mundo. A fachada foi desenhada por Richard Morris Hunt e adicionada em 1926. Hunt também desenhou o grande hall de entrada do museu.

Hoje, o Met, como como é carinhosamente chamado, mede cerca de 400 metros de comprimento, ocupando uma área de 200 mil metros quadrados, crescendo cerca de vinte vezes desde a inauguração.

A coleção

Atualmente, os dois milhões de itens de arte do Metropolitan Museum of Art são divididos em 22 curadorias espalhadas por cerca de 250 galerias.

Antiguidades gregas e romanas

A coleção de arte grega e romana é uma das mais populares do museu. Um sarcófago romano do terceiro século encontrado na Ásia menor – o primeiro item do Museu Metropolitano de Arte obtido em 1870 – ainda está em exibição. Destaca-se, também, os afrescos de Boscoreale, tirados de uma villa que foi enterrada sob lava quando o Vesúvio entrou em erupção em 79 DC. Outro destaque é o Kouros de 700 aC, a mais antiga estátua grega do museu.

Metropolitan Museum
Sarcófago Romano Séc. III, o primeiro item adquirido pelo museu em 1870

Metropolitan Museum

Antiguidades egípcias

A principal atração é o Templo de Dendur, construído em 15 A.C. pelo imperador romano Augustus em homenagem ao deus egípcio Osiris. O templo foi doado para os EUA depois que a construção da represa de Aswan ameaçou inundar a área onde o templo estava localizado. Em 1978 foi reconstruído aqui pedra por pedra. Outra coisa imperdível é a reconstrução do túmulo funerário de Perneb, do Séc XXV A.C.

Metropolitan Museum
Templo de Dendur
Metropolitan Museum
Túmulo Funerário de Perneb, Séc. XXV A.C.
Arte européia

Uma grande parte do primeiro andar é dedicada à arte européia, com galerias que exibem esculturas, arte medieval, artes decorativas, bem como armas e armaduras.

A galeria equestre, que mostra cavalos e cavaleiros fortemente vestidos de armadura, é popular entre os visitantes de todas as idades. Nas galerias adjacentes, estão armas magníficas, como sabres incrustados com pedras preciosas. A coleção de estátuas inclui obras do período renascentista, bem como obras-primas de artistas famosos como Bernini. A coleção de artes decorativas mostra magníficas peças de mobiliário, jóias e tapeçarias. E mesmo que grande parte da coleção do MET de arte medieval esteja em exibição nos Cloisters (um anexo do Met), ainda há muito a ver no museu principal, incluindo tapeçarias góticas, vitrais, objetos de marfim e um cálice que se achou ser o Santo Graal.

Metropolitan Museum
Galeria Equestre: Cavalos e Cavaleiros Medievais

Ainda se encontra mais da arte européia no segundo andar do museu, onde se pode admirar esculturas dos séculos XIX e XX e pinturas, que incluem obras-primas dos principais artistas europeus, como El Greco, Raphael, Rubens, Van Eyck, Van Dyck, van der Weyden, Titian, Rembrandt e Vermeer, cuja “Jovem Mulher com uma Jarra de Água” é um dos melhores trabalhos do museu.

Metropolitan Museum
Jovem Mulher com uma Jarra de Água, de Jan Vermeer – Foto: arquivo do museu
Arte americana

A Asa Americana ocupa três andares do museu. Um dos itens imperdíveis é o vitral exclusivo criado por Louis Comfort Tiffany. Destaca-se, também, o retrato de George Washington criado por Gilbert Stuart. Você também pode ver muitos móveis, copos e até recreações de salas históricas.

Metropolitan Museum
O maravilhoso vitral Magnolias and Irises, de Louis Comfort Tiffany
Artes de África, Oceania e as Américas

A arte indígena de culturas não europeias é exibida em uma ala no primeiro andar. Há uma grande variedade de artefatos, incluindo belas máscaras de madeira do reino de Benin e esculturas de pedra do México. Um grande salão é dedicado às ilhas do Oceano Pacífico com itens intrigantes, como pinos ancestrais.

Metropolitan Museum
Arte asiática

A arte asiática está no segundo andar, com galerias dedicadas para arte coreana, chinesa e japonesa. A coleção contém objetos de 2000 anos A. C. até o século XX. Um dos destaques é o Astor Court, um tribunal de jardim chinês no estilo Ming que foi recriado aqui por artesãos de Suzhou. Há também muitos artefatos de cerâmica e jade em exibição, bem como pinturas e grandes estátuas de Buda.

Metropolitan Museum
O Jardim Chinês do The MET
Informações:

Endereço:

1000 Fifth Avenue – New York, NY 10028
Phone: 212-535-7710

https://www.metmuseum.org/

Horário:

Domingo-Quinta-feira: 10:00 – 17: 30  *
Sexta-feira e sábado: 10:00 – 21:00 *

Fechado: Dia de Ação de Graças , 25 de dezembro, 1 de janeiro, e a primeira segunda-feira de maio. As noites de sexta-feira são possíveis pelo Ruth Lapham Lloyd Trust. As noites de sábado são possíveis graças à Fundação William H. Kearns.

* As galerias são esvaziadas 15 minutos antes do horário de fechamento.

 

Deixe um Comentário